Devo amamentar em tempos de COVID 19?

 Créditos do desenho: Isaiah Stephens (achada na internet)

 

Essa figura expressa tudo que estamos presenciando hoje, não? Complicado.

 

Mas existem coisas que mesmo não sabendo ao certo o que é certo ou o que é errado, devemos seguir orientações das autoridades em saúde no Brasil e no mundo. Muitas mães tem me perguntado: Dra Rita, posso amamentar? Posso continuar amamentando?

 

E eu respondo: Não só pode como deve. Ainda não sabemos detalhes sobre esse vírus mas enquanto nada se descobre, autoridades em saúde pelo mundo aconselham a manutenção da amamentação. 

 

Organizações como: a OMS, o CDC, o RCOG, o IFF/ Fio Cruz, o IMIP, o IS - SP e a SBP atestam que é melhor manter a amamentação. Orientam também que alguns cuidados mais rigorosos precisam existir para que essa amamentação seja o mais segura possível.

Solicito que vocês prestem muita atenção nos cuidados abaixo e tentem mantê-los:

 

1) A amamentação deve ser mantida em caso de infecção pelo Covid-19, desde que a mãe deseje amamentar e esteja em condições clínicas adequadas para fazê-lo;


2) A mãe infectada seja orientada para observar as medidas apresentadas a seguir, com o propósito de reduzir o risco de transmissão do vírus através de gotículas respiratórias durante o contato com a criança, incluindo a amamentação:

 

1. Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos antes de tocar o bebê ou antes de retirar o leite materno (extração manual ou na bomba extratora);
2. Usar máscara facial (cobrindo completamente nariz e boca) durante as mamadas e evitar falar ou tossir durante a amamentação;
3. A máscara deve ser imediatamente trocada em caso de tosse ou espirro ou a cada nova mamada;
4. Em caso de opção pela extração do leite, devem ser observadas as orientações disponíveis neste documento;
5. Seguir rigorosamente as recomendações para limpeza das bombas de extração de leite após cada uso;
6. Deve-se considerar a possibilidade de solicitar a ajuda de alguém que esteja saudável para oferecer o leite materno em copinho, xícara ou colher ao bebê;
7. É necessário que a pessoa que vá oferecer ao bebê aprenda a fazer isso com a ajuda de um profissional de saúde."

 

Vamos tentar levar uma vida normal dentro do que for possível. A quarentena precisa ser respeitada. Uma gripezinha não pára o mundo. Não sejamos negligentes, vamos cuidar uns dos outros.

#todosnalutacontraocorona

Please reload

Meu amor pelo que faço

Há 12 anos trabalho no SUS e me dedico de corpo e alma ao que faço. A minha missão: Conseguir orientar da forma correta o maior número de pessoas com relação às alergias alimentares e seus riscos.

Cuidar de crianças alérgicas envolve muito conhecimento, paciência e amor e isso eu tenho de sobra.

Fazer um bebê alérgico continuar sendo amamentado é uma conquista de equipe. Chegar a  tão esperada CURA, depende da união de todos. 


Aqui na página o envolvimento é de TODA a família! Mamãe, papai, vovô, vovó, a tia... e todos sempre juntos numa mesma luta para ganhar a grande batalha.

     

 Lembrem-se sempre!

Juntos somos mais fortes!

 

Sejam bem vindos e vamos aprender a ser Feliz com FA!

Please reload

© 2015 por Feliz com FA - Uma jornada de amor. Designed By Rita de Cassia Paz. Desenvolvido por RP Produções, AP Makeup Artist e Lógica Filmes

  • RSS - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Feliz com FA

 

Sejam bem vindos! Aqui no Feliz com FA vocês vão encontrar vídeos, textos, material educativo e novidades sobre o mundo dos alérgicos a alimentos. Espero que gostem e compartilhem com parentes e amigos! Dessa forma entenderão melhor esse novo universo.

Inscrevam-se no canal, curtam a fanpage e fiquem ligados!

Siga