© 2015 por Feliz com FA - Uma jornada de amor. Designed By Rita de Cassia Paz. Desenvolvido por RP Produções, AP Makeup Artist e Lógica Filmes

  • RSS - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Feliz com FA

 

Sejam bem vindos! Aqui no Feliz com FA vocês vão encontrar vídeos, textos, material educativo e novidades sobre o mundo dos alérgicos a alimentos. Espero que gostem e compartilhem com parentes e amigos! Dessa forma entenderão melhor esse novo universo.

Inscrevam-se no canal, curtam a fanpage e fiquem ligados!

Siga

Leite Materno não é apenas um alimento, mas o Manual de Apoio à VIDA.

Se comemorou de 1 a 7 de agosto a Semana da Amamentação - o agosto Dourado. Muito mais que um alimento, já sabemos que o leite materno possui elementos fundamentais para o bebê que o ajuda a se adaptar ao novo mundo, é um verdadeiro Manual de Apoio à Vida.

Os bebês necessitam do leite materno. Cada dia vemos mais e mais estudos desvendando a importância que esta secreção das glândulas mamárias tem para o novo ser que foi formado e que agora está entre nós.

Na década de 70 quando resolveram tirar o leite da vaca e enlatar, houve uma verdadeira campanha de desvalorização e "desimportancia" que essa solução tem para a vida. Muitos mitos foram implantados na cabeça das mulheres que nesta mesma época lutavam pelo seu lugar na sociedade. Lutar pelo seu lugar na sociedade, pela sua independência não a torna livre das suas obrigações enquanto ser capaz de gerar e alimentar outros.

Falas como: "meu leite é fraco", "meu corpo, minhas regras", "bebês necessitam complementação do leite materno pois ele não consegue ser suficiente para seu desenvolvimento" foram algumas das frases estimuladas por esse mercado tão cruel. Venda de leites, esse é o objetivo.

O leite materno é algo tão particular, algo tão próprio para cada bebê que o leite de uma mãe é diferente de outra, ele vem justamente com os nutrientes que serão melhores para aquele bebê especificamente. Por que então damos aos nossos bebês um leite de outra espécie?

O leite de vaca se dado precocemente é incompatível como o nosso sistema digestivo imaturo. Suas proteínas extremamente complexas e de cadeias muito enoveladas são difíceis de serem digeridas por um estômago de pH quase neuro e por esse motivo podem reagir à presença delas. Sem contar que essas proteínas são vindas de um animal que possui cerca de 60 cromossomos e nós temos apenas 46. Será que o nosso corpo não reconhecerá isso como invasor? Lógico que sim! Fomos feitos para receber exatamente um leite produzido pela nossa mãe. Com nutrientes, células, fatores bifidus, fatores antivirais e antimicrobianos próprios para a nossa constituição, é uma verdadeira continuidade da gestação. 

Amamentar é um compromisso com a vida. Não é fácil eu sei, mas é necessário se tentar, é necessário se fazer esse sacrifício em nome da vida.

Amamentar é entregar ao seu filho um verdadeiro Manual de Apoio à Vida, somente ele trará na sua composição células do sistema de defesa materno que ajudam as células do sistema imunológico infantil a amadurecerem e responderem de forma correta aos estímulos. Ele fará com que o sistema imunológico do bebê tenha melhores condições para montar suas respostas corretas às invasões. Somente o leite materno específico de cada mãe, oferece probióticos próprios e fatores bifidus (de crescimento) que estarão adaptados ao seu código genético e realmente favorecerão o crescimento de uma microbiota saudável de bactérias que sinergicamente trocarão benefícios com seu hospedeiro. Somente o leite materno e suas propriedades farão com que o fígado imaturo do bebê, construa suas rotas metabólicas da forma correta, sem exageros e excessos. O rim também está se adaptando e aprendendo a excretar o que o corpo não mais precisa e em função disso o leite materno não causa sobrecargas.

 

Portanto amamente, se não conseguir... tente, se ainda assim não estiver conseguindo peça ajuda, não deixe de fornecer para o seu bebê o Manual dele de Apoio à Vida pois afinal de contas é você mesma quem escreve.

 

 

Please reload

Meu amor pelo que faço

Há 12 anos trabalho no SUS e me dedico de corpo e alma ao que faço. A minha missão: Conseguir orientar da forma correta o maior número de pessoas com relação às alergias alimentares e seus riscos.

Cuidar de crianças alérgicas envolve muito conhecimento, paciência e amor e isso eu tenho de sobra.

Fazer um bebê alérgico continuar sendo amamentado é uma conquista de equipe. Chegar a  tão esperada CURA, depende da união de todos. 


Aqui na página o envolvimento é de TODA a família! Mamãe, papai, vovô, vovó, a tia... e todos sempre juntos numa mesma luta para ganhar a grande batalha.

     

 Lembrem-se sempre!

Juntos somos mais fortes!

 

Sejam bem vindos e vamos aprender a ser Feliz com FA!

Please reload