© 2015 por Feliz com FA - Uma jornada de amor. Designed By Rita de Cassia Paz. Desenvolvido por RP Produções, AP Makeup Artist e Lógica Filmes

  • RSS - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Feliz com FA

 

Sejam bem vindos! Aqui no Feliz com FA vocês vão encontrar vídeos, textos, material educativo e novidades sobre o mundo dos alérgicos a alimentos. Espero que gostem e compartilhem com parentes e amigos! Dessa forma entenderão melhor esse novo universo.

Inscrevam-se no canal, curtam a fanpage e fiquem ligados!

Siga

Leite Materno é o MELHOR, mas... você sabe a diferença entre as fórmulas do mercado?

 Créditos da foto: Google imagens

 

Olá!

Vamos falar sobre o que muita gente não sabe? Tem muitos profissionais que também ainda não sabem dessas informações, sabia? Então... se prepara que agora é hora de aprender.

 

Todo mundo sabe que sou defensora do Leite Materno e que para mim, ele jamais pode ser substituído por nenhum outro e que também, para mim, crianças amamentadas ao sei tem muito mais chances de cura que qualquer outra! Se bem acompanhada tanto a mãe quanto o bebê, se a dieta de exclusão for feita baseada na descoberta das sensibilidades da mãe, as chances das informações erradas serem reinterpretadas de forma correta pelo Sistema Imunológico são muito grandes. O problema é a miopia dos profissionais que buscam sempre o caminho mais curto para a estabilização dos bebês. Dá trabalho, mas Leite Materno SEMPRE será o MELHOR.

 

Mas vamos falar das fórmulas? Vejo muito bebê desmamado precocemente e com mil e uma fórmulas sendo testada. Tira uma, bota outra, é um verdadeiro dança/dança de leites que acabam sensibilizando mais as crianças e cada dia mais crianças alérgicas a várias proteínas alimentares. Delírio completo!!!! Se o profissional que atende seu filho prescrever fórmula sem pedir exames e se seu filho tem suspeita de alergia alimentar... cai fora e procura outro que saiba o que está fazendo.

 

Por muito tempo um grande laboratório vendeu a imagem de que a sequencia de fórmulas elaboradas e patenteadas por ele seria a "cura" da alergia alimentar, mas hoje, com tantos estudos sobre alergias alimentares sabemos que isso não passa de marketing. Para cada tipo de alergia, exige-se um tipo específico de fórmula. 

 

Já ouviu falar em fórmulas de aminoácidos? 

Essa fórmula é para aquele bebê que está bem sensibilizado e que ainda não se descobriu a que tipo de proteínas esse bebê faz reações. Enquanto estabiliza, essa fórmula salva vidas. Só que se trata de uma fórmula extremamente simples em seus componentes, tão simples que o bebê não precisa digerir o alimento para poder absorver, não precisa de enzimas para que nutrientes atinjam sua corrente sanguínea. Portanto é uma fórmula bem elementar que também não precisa ser usada por longos períodos de tempo senão isso vai complicar e muito a reintrodução dos alimentos. Portanto, tão logo se descubra a que proteínas o bebê reage e tão logo ele estabilize, ela deve ser trocada por uma fórmula de proteína extensivamente hidrolisada pois esta já demanda produção de enzimas. 

 

E as fórmulas extensivamente hidrolisadas, já ouviu falar?

No mercado temos muitas fórmulas extensivamente hidrolisadas mas... elas são todas iguais?

NÃOOOOOO

São bem diferentes!

Hoje no mercado temos dois tipos de fórmula extensivamente hidrolisada: fórmula extensivamente hidrolisada de proteína vegetal de arroz e fórmulas extensivamente hidrolisada de proteínas animais de leite de vaca das proteínas (caseína, betalactoglobulina e alfalactoalbumina).

E qual a indicação de cada uma? bom, isso é necessário ver cada caso!

Pacientes alérgicos a "leite" podem tomar fórmula extensivamente hidrolisada de leite? PODEM SIM! Vai depender de que tipo de proteína a criança reage. Não sendo a proteína que sensibiliza a paciente, pode ser usado.

E nos casos não mediados? Vale testar hidrolisado extenso de leite? Bom... isso aí somente acompanhando o paciente para avaliarmos se vale ou não a pena. Nos casos em que a criança é não mediada mas que reage no TPO (teste de provocação oral - assistido em hospital) com as 3 proteínas nada melhor que a fórmula extensamente hidrolisada de proteína vegetal.

 

Eh assunto complexo né?

Bom, esse assunto é bem extenso!

Mas com certeza essas informações serão bastante úteis para quem tem dúvidas com isso. Estou aqui para desmistificar essas questões. Tem dúvidas?

Pergunta que eu respondo!

 

 

Please reload

Meu amor pelo que faço

Há 12 anos trabalho no SUS e me dedico de corpo e alma ao que faço. A minha missão: Conseguir orientar da forma correta o maior número de pessoas com relação às alergias alimentares e seus riscos.

Cuidar de crianças alérgicas envolve muito conhecimento, paciência e amor e isso eu tenho de sobra.

Fazer um bebê alérgico continuar sendo amamentado é uma conquista de equipe. Chegar a  tão esperada CURA, depende da união de todos. 


Aqui na página o envolvimento é de TODA a família! Mamãe, papai, vovô, vovó, a tia... e todos sempre juntos numa mesma luta para ganhar a grande batalha.

     

 Lembrem-se sempre!

Juntos somos mais fortes!

 

Sejam bem vindos e vamos aprender a ser Feliz com FA!

Please reload