© 2015 por Feliz com FA - Uma jornada de amor. Designed By Rita de Cassia Paz. Desenvolvido por RP Produções, AP Makeup Artist e Lógica Filmes

  • RSS - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Feliz com FA

 

Sejam bem vindos! Aqui no Feliz com FA vocês vão encontrar vídeos, textos, material educativo e novidades sobre o mundo dos alérgicos a alimentos. Espero que gostem e compartilhem com parentes e amigos! Dessa forma entenderão melhor esse novo universo.

Inscrevam-se no canal, curtam a fanpage e fiquem ligados!

Siga

Semana Mundial de Conscientização da Alergia Alimentar - de 8 a 14 de maio de 2016 - Porque alergia alimentar precisa ser respeitada!

A modelo da foto é a pequena Júlia, filha de uma leitora nossa a Maryane Mendes, ela é alérgica apenas ao LEITE. São moradoras de Itanhaém - SP.

Os créditos da foto vão para a mamãe Maryane Mendes que gentilmente cedeu a foto dessa linda menininha ao nosso blog.

 

Alergia Alimentar ainda é um assunto entendido por poucos. Muitas pessoas ainda não acreditam que se façam alergias aos alimentos. Na Semana Mundial de Conscientização da Alergia Alimentar que inicia hoje, diariamente estarei publicando textos que esclarecem um pouco mais esse mundo tão complexo.

Crianças não vem com rótulo, não chegam ao mundo com etiqueta  informando quais os alérgenos que não pode ter contato e muitas pessoas ainda hoje ignoram essa limitação.

Crianças não são ALV como costumam rotular! A medicina gosta de siglas então para mim, as crianças são APA (alérgicas a proteínas alimentares) seria um termo mais correto para se designar tal condição da criança. Pois quando pensamos nos filhos alérgicos de mães veganas o que podemos dizer? Que são ALV se a mãe não consome leite? Pois é... quando me refiro a CONDIÇÃO... é porque para muitos isso é apenas uma condição temporária. 

Já foram descritos mais de 170 alimentos que podem causar reações alérgicas. Porém a literatura internacional aponta para leite, ovo, trigo, soja, crustáceos, peixes, castanhas e amendoim como sendo estes os alimentos responsáveis por 90% dos casos de alergias. 

No Brasil, não existem ainda pesquisas sobre prevalência do aparecimento das alergias alimentares na nossa população, porém o que se tem observado é que agora elas tem sido diagnosticadas da forma correta. Ainda encontramos muita confusão entre intolerâncias X alergias, mas com o tempo creio eu, isso ficará bem claro para todas as pessoas que pretendem cuidar de alérgicos. Vemos muita confusão ainda nos diagnósticos e nas prescrições, apesar de já termos Consenso desde 2007. Os profissionais precisam estar preparados. Os emergencistas precisam estar preparados e seguindo protocolos.

Alergia Alimentar tem tratamento e tem CURA!

Um diagnóstico precoce e a condução correta do tratamento evitará que a criança desenvolva alergia a outros alimentos.

A conscientização e aceitação por parte dos pais, é condição ideal para que o tratamento dê certo. A informação aos parentes, à escola, aos ambientes que a criança costuma frequentar é parte do trabalho de uma mãe de alérgico. E olha que ser mãe de alérgico a alimentos não é tarefa fácil!

Nessa Semana estaremos aqui diariamente falando de temas pertinentes às Alergias Alimentares para que, de alguma forma as pessoas possam entender o quão grave o problema é e como pedem ajudar no tratamento dos seus entes queridos.

Temos visto muitos avanços e conquistas como a RDC n 26 de 02 de julho de 2015, publicada em Diário Oficial n 125 de 03 de julho de 2015 e que tem seu prazo limite para cumprimento oficial de 12 meses  a contar da data de publicação, portanto o prazo limite de adequação esgota agora no dia 03 de julho de 2016. A partir desta data, será então obrigatório aos fabricantes de alimentos a exposição de alérgenos que o seu produto pode conter de forma clara e legível. A obrigação também se estende a qualquer subproduto que possa conter traços de alérgenos, como por exemplo: alimentos que contém lactose, óleos, bebidas destiladas entre outros.

Portanto QUALQUER alimento derivado de alimento alérgeno também deverá constar em seu rótulo as advertências.

Que juntos possamos enfrentar esse problema levando à Sociedade informações seguras para que TODOS possam entender a gravidade e a urgência de se repeitar as Alergias Alimentares.

Se você colabora, nós alérgicos seremos eternamente gratos pela preservação da nossa vida.

Seja você também um AMIGO DO ALÉRGICO a ALIMENTOS!

Colabore!

Faça a sua parte!

Apoie essa causa você também!

 

Please reload

Meu amor pelo que faço

Há 12 anos trabalho no SUS e me dedico de corpo e alma ao que faço. A minha missão: Conseguir orientar da forma correta o maior número de pessoas com relação às alergias alimentares e seus riscos.

Cuidar de crianças alérgicas envolve muito conhecimento, paciência e amor e isso eu tenho de sobra.

Fazer um bebê alérgico continuar sendo amamentado é uma conquista de equipe. Chegar a  tão esperada CURA, depende da união de todos. 


Aqui na página o envolvimento é de TODA a família! Mamãe, papai, vovô, vovó, a tia... e todos sempre juntos numa mesma luta para ganhar a grande batalha.

     

 Lembrem-se sempre!

Juntos somos mais fortes!

 

Sejam bem vindos e vamos aprender a ser Feliz com FA!

Please reload